Colecção de Postais de Manuel Tomás Fernandes Pereira - Homenagens a Soldados e Tumulamentos

Informação Adicional

Proprietário
Manuel Tomás Fernandes Pereira
Contribuinte
Manuel Tomás Fernandes Pereira
Tipo de objecto
Colecção de Postais
Descrição do objecto
Postais de Manuel Tomás Fernandes Pereira, pertencentes a uma colecção organizada e angariada por João Chagas, e entregue pela viúva do mesmo à sua mãe, filha do capitão Tomás Wylie Fernandes. Mais tarde o próprio avô e pai do contribuinte adicionaram postais à colecção. Temática relacionada com homenagens aos caídos na guerra e seus tumulamentos.
Informação adicional
Parte do espólio de Manuel Tomás Fernandes Pereira entregue nos Dias da Memória (17 a 19 de Outubro de 2014) na Assembleia da República.

Pessoas a que o objecto está associado

 

Nome
Tomás Wylie Fernandes
Cargo
Capitão. Adido Militar em Paris e Londres

Mais informações

 

Função
Postal
Material/suporte/técnica
Papel

Direitos e Divulgação

 

Entidade detentora de direitos
Instituto de Historia Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova Lisboa – Portugal
Tipo de direitos
Todos os direitos reservados
Link para o objecto original
http://www.portugal1914.org/portal/pt/inicio-pt/item/7435-coleccao-de-postais-de-manuel-tomas-fernandes-pereira-homenagens-a-soldados-e-tumulamentos

História

Tomás Wylie Fernandes - Guerra para lá das trincheiras!

Tomás Wylie Fernandes foi um capitão de artilharia português que desempenhou importantes funções durante a primeira guerra e esteve presente em momentos chave do conflito. Foi um dos representantes portugueses nas negociações da entrada de Portugal na guerra e parte integrante da delegação portuguesa na Conferência de Versalhes. Para lá disso privou com figuras de destaque, como João Chagas, Norton de Matos e o general inglês Barnardiston. O contributo da sua história e memórias que nos foram trazidas pelo seu neto, o embaixador Manuel Tomás Fernandes Pereira, é precioso para a reconstituição de uma guerra que, também para Portugal, se passou em gabinetes e requereu muita diplomacia, ajudando-nos a reconstituir a guerra para lá das trincheiras.

Comentários

Comentar...

Últimos Artigos